DICA: PRATIQUE STAND UP PADDLE EM COPACABANA/RJ

SAM_4320

Como todos sabem, a cidade do Rio de Janeiro/RJ é a Meca no Brasil para os praticantes de esportes outdoor. Na cidade maravilhosa é possível correr, pedalar, surfar, escalar, nadar em aguas abertas, e muito mais. Afinal, sua geográfica, formada por morros e às margens do mar, é bem peculiar. Permitindo assim a prática de uma diversidade absurda de esportes.

Normalmente, quando viajo ao Rio gosto de ficar hospedado no bairro de Copacabana, pois sua localização é excelente e  o preço acessível. Outro diferencial é que consigo manter meus treinos de triathlon em dia sem ter que desembolsar uma grana extra.

Mas o assunto deste post é outro, voltemos. Correndo pela orla de Copacabana notei uma grande quantidade de pranchas de STAND UP PADDLE no mar e algumas tendas na areia com placas de locação.

Criado no Havaí, nos anos 40, requer apenas uma prancha um pouco maior que a do surfe tradicional, um remo, equilíbrio e muita disposição.

Eu e meu colega de trabalho Marcus Nogueira resolvemos aproveitar o dia de folga e experimentar a brincadeira. Escolhemos a WILL STAND UP PADDLE, uma tenda verde neon, localizada próximo ao Forte de Copacabana, na altura do Posto 6.

WILL STAND UP PADDLE

O preço é de R$30 reais, por 30min, para a locação do equipamento e instruções básicas de condução. Após aquela choradinha de mineiro, fechamos por R$25. O instrutor passou dicas sobre como subir na prancha, levantar e remar, e literalmente caímos na água. A prancha larga e grande é bem fácil de ser conduzida. Logo na primeira tentativa consegui subir e iniciar deslocamento. Passei 30min me divertindo sem qualquer queda, e este foi o meu primeiro contato com o esporte.

Segundo o instrutor, os benefícios do STAND UP PADDLE são:

  • Trabalha todo o sistema cardiovascular
  • Define músculos e mantém a postura
  • Trás coordenação motora
  • Melhora a concentração e o equilíbrio enquanto vc se diverte
  • Trabalha e fortalece todos os grupos musculares do corpo
  • Queima em média 600 calorias por hora

Com apenas 30min de prática, posso seguramente afirmar que estes benefícios não são papo de vendedor, realmente é tudo isso aí. Achei uma atividade muito prazerosa, que serve como treino de força e resistência. Espero voltar lá mais algumas vezes antes de retornar a Minas.

SAM_4326 (2)

DICAS

  • Caso você não tenha em mãos sua GO PRO ou outra câmera a prova de agua, é possível contratar no local um fotógrafo. Achei uma ótima opção e o preço é justo. Pagamos R$20 por um pacote de 6 fotos. Como funciona: o fotógrafo, a bordo de um kaiak, acompanha seu passeio e tira várias fotos. Ao final, você escolhe aquelas que mais gostou e ele te encaminha por email. Contato: Cainã Costa, (21)97914-3312, email fotosupcopa@gmail.com, no face e instagran “foto sup copa”.
  • Use a abuse do protetor solar ou então utilize camiseta de manga longa e boné, o sol castiga.
  • Só utilize seus óculos de sol se eles flutuarem ou estiverem com aquelas cordinhas que prendem ao pescoço. Tombos na água são comuns e voce pode ficar sem ele.
  • Se for iniciante assim como eu, escolha um dia de mar calmo, ou flat como dizem os surfistas. Para nossa sorte o mar estava estranhamente tranquilo, o que facilitou bastante.
  • Aproveite e visite o Forte de Copacabana. Já viajei ao Rio algumas vezes, mas esta foi a primeira vez que estive no Forte. Recomendo sua visitação a todos. A entrada custa R$6 (inteira) e tem direito a meia: servidores públicos, estudantes e melhor idade. O mais interessante é andar pela fortificações centenárias cujas muralhas tem 12m de espessura e observar como funcionavam os canhões. Além disso, o local possui uma vista privilegiado para a Praia de Copacabana e Ipanema. No local é  possível degustar um delicioso prato e tomar uma cerveja artesanal em um de seus restaurantes. O Museu Histórico do Exército e a galeria de exposições temporárias são um bônus extra.

Comentários

Comentário

DEIXE UMA RESPOSTA